Crátons: O que são Crátons?

Os macrocompartimentos que chamamos de crátons são as partes mais estáveis dos continentes, são terrenos muito antigos que já sofreram longo períodos com o processo de erosão. Suas formações predominantes são de rochas metamórficas muito antigas, dos Período Pré-cambriano.
Os Crátons são divididos em duas estruturas: as as plataformas continentais e os escudos cristalinos.
Plataformas continentais : recebem esse nome, por abrigar outras estruturas geológicas, como as bacias sedimentares que são formadas pelo acumulo de sedimentos.
Escudo Cristalino – maciços antigos São crátons que pode ser visto na superfície, não estão recoberto por nenhum material geológico.

Segundo a obra de Ross (2009) no Brasil há três áreas de plataformas ou crátons. Vejam a elas a seguir:
Cráton do São Francisco: Estende do norte do Estado de Minas Gerais indo até o centro da Bahia.
Cráton das Guianas: Abrange os terrenos mais altos ao Norte do Brasil, indo quase na fronteira com a Venezuela e com a Guianas. Essa região tem o predomínio de rochas intrusivas e metamórficas antigas. Ao Sul predomina rochas metamórficas e em alguns lugares, são encobertas pelos sedimentos amazônicos.
Cráton Amazônico: São terrenos baixos ao Norte e tem um aumento de altitude ao Sul. Predomina rochas metamórficas antigas mas pode encontrar rochas intrusivas.

Comentários