Servidores públicos de Minas Gerais são expulsos por atividade implícitas.

Servidores públicos de Minas Gerais são expulsos por atividade implícitas. Segundo o site Agência Minas Gerais, “as demissões ocorreram devido a atos relacionados a corrupção, acúmulo de cargos, abandono de emprego ou avaliação insatisfatória, entre outras transgressões”.

Para combater a impunidade no Poder Executivo do Estado de Minas Gerais, 117 servidores públicos foram expulsos, entre, civis e militares.

Todos que foram expulsos, são agente públicos que cometeram infrações consideradas graves ou gravíssimas, no desempenho da função. A demissão atingiu servidores da administração direta, autárquica e fundacional. OBS as demissões não incluem funcionários de estatais.

Demissões servidores público mineiro.

Como apurado pela “Agência de Minas Gerais” a maior parte das expulsões são de servidores da Educação (44), seguido de Policia Militar (36), Policia Civil(21), Saúde(8), Corpo de Bombeiro(3), e o restante nas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; de Administração Prisional, de fazenda e de Planejamento e Gestão. Desde 2007, o Estado já teve mais de 1.800 expulsões de servidores públicos, civis e militares.

Comentários